Sobre o Satélite Star One C3

O Star One C3 recebeu investimentos de US$ 260 milhões para sua construção e tem cobertura diferenciada, com abrangência para todo o território brasileiro, América do Sul, Região Andina (com destaque para Colômbia, Peru, Bolívia e Equador) e Flórida (EUA). Sua capacidade inclui até a região do Pré Sal, disponibilizando, com isso, mais serviços para a indústria de petróleo.

O satélite foi construído pela empresa americana Orbital Sciences Corporation e lançado ao espaço por um foguete da empresa francesa Arianespace. Pesa cerca de 3 toneladas e possui configuração de 28 transponders (receptores e transmissores de sinais) em Banda C e 16, em Banda Ku. A Banda C garante a oferta de sinais de voz, TV, rádio e dados, incluindo Internet. A Banda Ku permite a oferta de serviços de transmissão de vídeo diretamente aos usuários, além de Internet e telefonia para localidades remotas.

Os satélites da Embratel Star One são capazes de receber e transmitir sinais de televisão, rádio, telefonia, Internet e dados para aplicações de entretenimento, telemedicina, tele-educação e negócios, necessários para a interligação do Brasil e essenciais para as comunidades mais distantes.

Dados Técnicos

Com 28 canais de comunicação na Banda C e 16 na Banda Ku, o satélite substitui o Brasilsat B3, atualmente operando na posição 75° W.

Lançamento: 10 de novembro de 2012